Bem-vindo moçada!!!

Esse é o blog "BerLanDe"!!!

É a literatura misturada com imagens, sons, vidios, arquiteturas, e várias outras coisa ae!!
fiquem de olho!!
Abraço D2!!

segunda-feira, 17 de março de 2008

Aula 3




Romantismo






O Romantismo surgiu na Europa numa época em que o ambiente intelectual era de grande rebeldia. Na política, caíam os sistemas de governo despótico e surgia o liberalismo político (não confundir com o liberalismo económico do Século XX). No campo social imperava o inconformismo e no campo artístico o repúdio às regras. A Revolução Francesa é o climax desse século de oposição. Deste movimento surgiu o Realismo.


Características:

-Anticlassismo (liberdade de pensamento e criação).
-A emoção é mais forte que a razão.
-Subjetivismo (que viriria ser o lirismo).
-O sonho de um lado e o exagero, e a busca pelo exótico e pelo inóspito de outro.
-O Nacionalismo (sentimento de valorização da nação).
-A idealização do mundo e da mulher.
-A fuga da realidade.
-Podemos notar também o pessimismo e um ceerto gosto lúgebre.




Romantismo na Literatura:


O Romantismo surge na literatura quando os escritores trocam o mecenato aristocrático pelo editor, precisando assim cativar um público leitor. Esse público estará entre os pequenos burgueses, que não compreende os valores literários clássicos e aprecia mais a emoção que a sutileza.Tendo o liberalismo como referência ideológica, o Romantismo renega as formas rígidas da literatura, como versos de métrica exata. O romance se torna o gênero narrativo preferencial, em oposição à epopéia. É a superação da Retórica, tão valorizada pelos clássicos.





Romantismo no Brasil:


É dividida em 3 gerações. O principal heroi dos contos romanticos era o índio, que era valoso, nobre, cortês, defensor e servidor da mulher amada. Essa idealização torna o índio um personagem legendário, irreal, mítico, com características de heroi branco.



1ª Geração - (Nacionalista–indianista):


Voltada para a natureza, regressa ao passado histórico e ao medievalismo. Cria um herói nacional na figura do índio, de onde surgiu a denominação de geração indianista. O sentimentalismo e a religiosidade são outras características presentes. Entre os principais autores podemos destacar Gonçalves Dias, Gonçalves de Magalhães e Araújo Porto Alegre.


Principais características:

-Nacionalista Ufanista
-Indianista
-Subjetivismo
-Religioso
-Brasileirismo (linguagem)
-Evasão do tempo e espaço


2ª Geração - (Ultra-Romantismo):


Essa geração, também conhecida como Byroniana e Ultra-Romantismo, recebeu a denominação de mal do século pela sua caracteristica de abordar temas obscuros como a morte, amores impossíveis e a escuridão. Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu, Fagundes Varela, Junqueira Freire.


Principais características:


-Profundo subjetivismo
-Egocentrismo
-Individualismo
-Evasão na morte
-Saudosismo (lamentação)- Casimiro de Abreu
-Pessimismo


3ª Geração - (Condoreira):


Conhecida também como Condoreira, simbolizado pelo Condor, uma ave que costuma construir seu ninho em lugares muito altos, ou Hugoniana, referente ao escritor francês Victor Hugo, grande pensador do social. Apresenta linguagem declamatória e vem carregada de figuras de linguagem. Sentimento Social Liberal e Abolicionista. Apresenta como principais autores Castro Alves, Sousândrade e Tobias Barreto.



Amor Fonte: Google

Um comentário:

Geruza Zelnys de Almeida disse...

Galera!
quero ouvir um pouco mais a voz de vcs! o blog é algo muito pessoal, por isso, ele pede um olhar pessoal para com o objeto observado...
não se prendam em características, façam suas próprias associações!
bjsss
G.